Histórias de sucesso

Histórias de sucesso #05: Roberto César Lemos de Sá Cruz – TJPB, TJBA, MPAL e MPRN.

Olá pessoal!

Hoje o histórias de sucesso é com o amigo Roberto César, aprovado no TJPB, TJBA, MPAL e MPRN!

Ele gentilmente nos concedeu a entrevista que segue:

Nome: Roberto César Lemos de Sá Cruz

Data de nascimento: 07/03/1983

Naturalidade: Recife/PE

Concurso(s) para magistratura qual(is) foi aprovado:

R: Juiz de Direito Substituto do Estado da Bahia ( Posse em 16.09.2013)

Juiz de Direito Substituto do Estado da Paraíba. ( 2016)

Juiz de Direito Substituto do Estado de Alagoas ( 2008, eliminado em virtude de não contar, à época, com três anos de atividade jurídica após a conclusão do curso de Direito)

Outros concursos em que foi aprovado:

R: Promotor de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte ( 2010);

Promotor de Justiça do Estado de Alagoas ( 8º Lugar/2012)

Período de estudos até a primeira aprovação em concursos de magistratura:

R: Dois anos

Trabalhou durante os estudos? Cargo?

R: Sim. Professor Universitário e Advogado.

Tempo médio de estudos diário:

R: Variava muito. Nos dias em que dava aula nas Faculdades, em geral, era de 4 horas; Nos dias Livres, 08 horas diárias, com intervalos de 10 minutos entre blocos de 1:20 de estudo;

Quantas matérias diferentes lia por dia? E em uma semana?

R:Em geral, estudava duas matérias nos dias livres e uma só matéria nos dias em que trabalhava. Por semana, então, conseguia estudar um pouco das oito matérias principais ( Constitucional, Penal, Processo Penal, Civil, Processo Civil, Tributário, Empresarial e Administrativo). Dentre elas , a que menos estudava era empresarial.  Nos dias em que estudava duas matérias, sempre combinava uma que fosse de minha preferência com outra que não tinha tanto traquejo ( Ex. Processo Penal e Empresarial).

Estudava sábados/domingos/feriados?

R:Sim, sempre que não estivesse de ressaca. No sábado, estudava pela manhã e a tarde. No domingo, à tarde por duas horas somente e sempre uma revisão ou leitura mais leve.

Utiliza grupos de facebook/whatsapp para estudar? Acredita que valha a pena?

R: Não.

Fazia resumos/cadernos ou utilizava algum feito por outras pessoas?

 R: Fiz resumos das principais materiais e dos pontos com maior incidência em provas. Só usei  resumo de outras pessoas na etapa oral.

Com qual frequência fazia exercícios para prova objetiva?

R: Em geral, uma vez por semana.

Com qual frequência lia “lei seca”?

R: Só próximo as provas objetivas da FCC. Em geral, não tinha saco pra ler a lei seca. A leitura da lei fazia enquanto lia a doutrina para acompanhar o estudo.

Com qual frequência lia jurisprudência? Lia diretamente dos sites dos Tribunais Superiores ou através de outros sites (como dizer o direito ou EBEJI)?

R: Inicialmente, lia pelos informativos dos sites oficiais. A partir de 2012, passei a acompanhar o site “ dizer o direito”.

Indicaria algum curso online com foco em magistratura/carreiras jurídicas?  Indicaria algum curso de oratória para a fase oral?

R:Nunca fiz nenhum curso preparatório completo, em virtude da falta de tempo. Cursei duas pós-graduações (Processo Penal e Direito Público); e assistia  as aulas de Fredie Didier em Processo Civil e Pablo Stolze em Civil do LFG;

Para a fase oral também não fiz nenhum curso, pois entendia que a prática da sala de aula era suficiente;

Indica algum método diferenciado de estudos para alguma das fases (objetiva/discursiva/sentenças/oral)?

R: Na fase oral peguei um livro da Editora Damásio que compilava as questões e as respondia como se estivesse na prova.

Estudava a banca/examinadores responsável pela elaboração das provas da segunda fase em diante?

R:Não;

Se o tribunal é responsável pela elaboração das sentenças e tem um posicionamento diverso do pacificado nos Tribunais Superiores, adotaria qual posicionamento?

R: Citaria o entendimento dos Tribunais superiores e em seguida justificaria a aplicação do entendimento do Tribunal Local no caso concreto. Em geral, esse examinadores são vaidosos e querem enxergam na prova aquilo que eles bafejam no Tribunal.

                                                              BIBLIOGRAFIA

 

Quais livros/autores ou cursos/cadernos indicaria para os estudos nas matérias abaixo:

Direito Administrativo – (Livro Texto) Alexandre, Ricardo; De Deus, João. Direito Administrativo Esquematizado. 2ed. São Paulo: Método, 2016 ( Deixa a desejar na parte de improbidade administrativa, que pode ser suprida com a leitura do capítulo de improbidade na obra Difusos e Coletivos Esquematizado do Landolfo Andrade e Cleber Masson). ( Livro de Revisão) Scatolino, Gustavo. Direito Administrativo. Série Direto ao Ponto. Editora Aluminus;

Direito Ambiental – ( Livro Texto) Thomé, Romeu. Curso de Direito Ambiental. 7ed. Salvador: Juspodivm, 2016. ( Livro de Revisão) Sinopse jurídica da Juspodivm;

Direito Civil – ( Tive a oportunidade de ler a coleção de Pablo Stolze, exceto o livro de Contratos em Espécie. Excelente para quem tem tempo. Complementei com o Livro de Parte Geral do Felipe Peixoto Braga Netto e os capítulos de Negócio Jurídico e Prescrição e Decadência  do Nelson Rosenvald e Cristiano Chaves de Farias); Material de Revisão: Caderno de Direito Civil do LFG;

Direito Constitucional – Masson, Nathália. Manual de Direito Constitucional. 4ed Salvador: Juspodivm, 2016. Complementando em Direitos fundamentais e Controle de Constitucionalidade pelo Livro de Bernardo Gonçalves Fernandes. ( Revisão) Sinopse de Constitucional da Juspodivm, Vol. 17.

Direito do Consumidor –  Netto, Felipe Peixto Braga. Manual de Direito do Consumidor à Luz da Jurisprudência do STJ. 7ed Salvador: Juspodivm;

Direito do Eleitoral – Almeida, Roberto Moreira. Curso de Direito Eleitoral. Juspodivm;

Direito Empresarial – Sinopse da Juspodivm – Estefânia Rossignoli;

Direito da Criança e do Adolescente – Sinopse Jurídica da Juspodivm – Guilherme Freira e Estatuto Comentado do Rogério Sanches, Rossato e Eduardo Lepóre da Saraiva;

Direito Penal – Parte Geral – Masson, Cleber. Direito Penal Esquematizado. 9ed. São Paulo: Método, 2015.

Direito Penal – Parte Especial do Código Penal – Gonçalves, Victor Rios. Direito Penal Esquematizado. 7ed. São Paulo: Saraiva, 2016. ( Revisão) Sinopses jurídicas da Juspodivm – Marcelo a Alexandre;

Direito Penal – Legislação extravagante – Victor Rios E José Paulo Baltazar, esquematizado da Saraiva;  

Direito Processual Civil – Didier, Fredie. Curso de Direito Processual Civil. Vol.1 e 2; ( Revisão) Mouzalas, Rinaldo. Processo Civil. Volume único. Judpodivm.

Direito Processual Penal – Távora, Nestor; Alencar, Rosmar. Curso de Direito Processual Penal. 10ed. Salvador:juspodivm, 2015. ( Revisão) Sinopses da Juspodivm de Leonardo Barreto Moreira Alves;

Direito Tributário – Alexandre, Ricardo. Direito Tributário Esquematizado. 9ed São Paulo: Método, 2016. (Revisão) Sabbag, Eduardo. Direito Tributário Essencial. 4ed. Método, 2016.

Humanística – Vade Mecum Humanístico da Editora Método

Sentença Cível – Donizetti, Elpídio. Redigindo a Sentença Cível. Método

Sentença Penal – Schimtt, Ricardo. Sentença Penal. Juspodivm

Qualquer livro/curso que indique para o concurso que não se encaixa nas matérias acima (ex: livro de discursiva da juspodivm que tem várias matérias, vade-mécum de jurisprudência etc) –

– Controle de Constitucionalidade de Luis Roberto Barroso;

-Teoria dos Ilícitos Civis de Felipe Peixoto Braga Netto

É isso! Até a próxima!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s