Histórias de sucesso

Histórias de sucesso #68: Maria Cecília Batista Campos – Aprovada nos concursos para Juiz Substituto do TJCE (sub júdice), TJPA, TJRN, TJPB e TJDFT

 

Olá!
.
Hoje o histórias de sucesso é com a amiga Maria Cecília, aprovada nos concursos para juiz substituto do TJCE (sub judice), TJPA, TJRN, TJPB e TJDFT!

Certamente trata-se de um dos grandes nomes nos concursos de Magistratura Estadual dos últimos anos, com cinco aprovações. Ademais, Maria Cecília é uma pessoa com humildade e simpatia extremas.

Ela gentilmente nos concedeu a entrevista que segue:

Nome: Maria Cecília Batista Campos

Data de nascimento: 05/11/1989

Naturalidade: João Pessoa – PB

01 – Concurso(s) para magistratura qual(is) foi aprovado:

R: TJCE (sub judice), TJPA, TJRN, TJDFT e TJPB.

02 – Outros concursos em que foi aprovado:

R: Não há, costumava prestar concurso para magistratura estadual, que era o meu objetivo.

03 – Período de estudos até a primeira aprovação em concursos de magistratura:

R: 03 anos e 04 meses.

04 – Trabalhou durante os estudos? Cargo?

R: Sim, porém pouco, o meu foco principal eram os estudos. Advogada.

05 – Tempo médio de estudos diário (horas líquidas):

R: Em média, 8 horas líquidas diárias.

06 – Quantas matérias diferentes lia por dia? E em uma semana?

R: Cerca de duas matérias por dia. Durante a semana, estudava por volta de 07 a 08 matérias. Gostava de ler sobre a mesma matéria durante algumas horas seguidas e só quando estava cansada do tema é que mudava para outra matéria.

07 – Estudava sábados/domingos/feriados?

R: Sim. Sábado estudava pela manhã e à tarde. Aos domingos, estudava apenas poucas horas. Nos feriados, costumava ficar em casa estudando, mas, quando viajava, levava alguma matéria para ler. Algumas vezes, ficava cansada e não conseguia estudar, ocasião em que fechava os livros e passava a fazer outra coisa.

08 – Utiliza grupos de facebook/whatsapp para estudar? Acredita que valha a pena?

R: Com pouca frequência, sou mais adepta do estudo individual. Quando comecei a estudar para concurso, resolvi sair do facebook. Tinha poucos grupos de concurso no whatsapp e costumava deletar o aplicativo quando estava perto da prova.

09 – Fazia resumos/cadernos ou utilizava algum feito por outras pessoas?

R: Fazia resumos, os quais consultava quando estava perto da prova.

10 – Fazia revisões do estudo nos moldes propostos por coachings (24h, 48h, 7 dias etc)? Com qual frequência?

R: Não. Cada dia estudava a matéria que estava com vontade de ler. Fazia revisões frequentes apenas das matérias que tinha mais dificuldade, porém, um mês antes da data da prova, parava de estudar assuntos novos e começava a ler os meus resumos, a lei seca e a fazer questões.

11 – Com qual frequência fazia exercícios para prova objetiva?

R: Fazia poucos exercícios para prova objetiva, mas, um mês antes da data da prova, resolvia as últimas provas da banca examinadora para o cargo de juiz estadual, as questões costumavam se repetir.

12 – Com qual frequência lia “lei seca”?

R: Sempre que estudava um assunto novo, lia a doutrina e a lei seca sobre o tema. Um mês antes da prova, relia os meus resumos e a lei seca.

13 – Com qual frequência lia jurisprudência? Lia diretamente dos sites dos Tribunais Superiores ou através de outros sites (como dizer o direito ou EBEJI)?

R: Tentava ler 1 hora jurisprudência à noite. Lia a jurisprudência do STJ, pelo próprio site do STJ, pois achava mais rápido, e, a do STF, pelo site do dizer o direito.

14 – Indicaria algum curso online com foco em magistratura/carreiras jurídicas?  Indicaria algum curso de oratória para a fase oral?

R: Os professores do curso que fiz durante a época em que estudava migraram para outros cursos, logo não tenho como indicar o curso preparatório que fiz.

15 – Indica algum método diferenciado de estudos para alguma das fases (objetiva/discursiva/sentenças/oral)?

R: Para quem tem tempo disponível, indico fazer resumos e revisá-los antes da prova. Resolver as provas do mesmo cargo realizadas pela banca examinadora em datas anteriores também é essencial, pois as questões se repetem. Na fase oral, simulados de prova oral com outros colegas ajudam bastante.

16 – Estudava a banca/examinadores responsável pela elaboração das provas da segunda fase em diante?

R: Preferia manter o foco nos estudos, apenas na fase oral é que lia rapidamente sobre os examinadores.

17 – Se o tribunal é responsável pela elaboração das sentenças e tem um posicionamento diverso do pacificado nos Tribunais Superiores, adotaria qual posicionamento?

R: Nunca me deparei com essa situação em provas, porém adotaria o entendimento do tribunal responsável pela elaboração das sentenças, sem deixar de mencionar o entendimento pacificado nos Tribunais Superiores.

Recado para aqueles que ainda estão em busca da aprovação:

R: Considero que o segredo da aprovação é a persistência, mesmo diante das reprovações, que são inerentes à caminhada de qualquer candidato. Também é importante saber que o estudo para concurso é cíclico, algumas épocas conseguimos estudar mais, outras vezes, menos, porém o segredo é nunca parar. Costumava ter sempre em mente a frase que mencionava existir dois tipos de estudantes de concurso: os que desistem e os que passam.

                                                         BIBLIOGRAFIA

 

Quais livros/autores ou cursos/cadernos indicaria para os estudos nas matérias abaixo (se possível, especificar o professor de cada matéria nos cadernos/cursos):

Direito Administrativo – Direito Administrativo Descomplicado (Marcelo Alexandrino e Vicente Paulo)

Direito Ambiental – Manual de Direito Ambiental (Romeu Thomé)

Direito Civil – Manual de Direito Civil – Volume único (Flávio Tartucce)

Direito Constitucional – Direito Constitucional Esquematizado (Pedro Lenza)

Direito do Consumidor – Coleção Leis Especiais para concursos – ed. jus podivm

Direito do Eleitoral – Comecei lendo pelo livro de Direito Eleitoral de José Jairo Gomes. No decorrer da caminhada, quando as provas começaram a se aproximar, mudei para a Coleção de Leis Especiais para concurso, da editora jus podivm, por ser mais resumido.

Direito Empresarial – Direito Empresarial (volume único de André Luiz Santa Cruz Ramos)

Direito da Criança e do Adolescente – Coleção Leis Especiais para concursos – ed. jus podivm

Direito Penal – Parte Geral –  Curso de Direito Penal (Rogério Greco).

Direito Penal – Parte Especial do Código Penal – Manual de Direito Penal (Rogério Sanches). Para as provas de sentença, também estudei os crimes patrimoniais, que costumam cair sempre, pelo manual do Rogério Greco.

Direito Penal – Legislação extravagante –  Coleção de leis especiais da jus podivm.

Direito Processual Civil – Curso de Direito Processual Civil – Fredie Didier.

Direito Processual Penal – Curso de Direito Processual Penal – Nestor Távora.

Direito Tributário – Direito Tributário Esquematizado – Ricardo Alexandre

Sentença Cível – Sentença Cível, teoria e prática – Nagibe de Melo Jorge Neto.

Sentença Penal – Sentença Penal Condenatória – Ricardo Schimitt

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s